Sabe tudo acerca da MOBI.E e do carregamento de veículos elétricos?

Se pensa comprar ou já comprou um carro elétrico, saber quem é a MOBI.E, que pontos de carregamento existem, quanto custam os carregamentos públicos e quanto tempo demora, vai dar-lhe imenso jeito com certeza! 

Quando estamos interessados em melhorar a experiência de ter um elétrico, damo-nos de caras com vários temas que temos de dominar. Mergulhamos num mundo de informação e primeiro que percebamos quais os tópicos-rei em que nos devemos focar, perdemos algumas horas a navegar na internet e nos fóruns dedicados ao tema. Para que não perca tempo e tenha a melhor experiência de navegação do seu elétrico possível, resolvemos descobrir na internet tudo o que podíamos acerca da MOBI.E e reunir tudo num único documento.

O que é a MOBI.E?

A rede MOBI.E é uma infraestrutura composta por postos de carregamento para veículos elétricos, situados em espaços de acesso público.

Os postos são compostos por um módulo que estabelece a comunicação entre o utilizador e a rede. É possível carregar as baterias dos veículos elétricos num carregamento lento, semi-rápido ou rápido.

A rede Mobi.E funciona como a rede Multibanco: é uma única entidade gestora para toda a Rede Pública de Carregamento para VE que permite carregar o veículo elétrico com um único cartão, seja qual for o CEME (Comercializador de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica), em todos os pontos de carregamento da rede pública.

Como é o processo de adesão à rede MOBI.E?

Para utilizar a Rede MOBI.E basta dirigir-se ao site da empresa e no menu principal clicar em Adesão. Será solicitado o preenchimento de vários campos obrigatórios e após terminar o registo, o pedido é processado e o cartão MOBI.E enviado para a morada indicada. O prazo médio de entrega do cartão é de 10 dias úteis a contar da finalização do pedido.

Que modos de carregamento existem na rede Mobi.E?

Existem 4 modos de carregamento:

  • Carga 1: Carregamento normal nas tomadas industriais com um carregador normal do veículo (normalmente motas e veículos semelhantes).
  • Carga 2: Carregamento normal nas tomadas industriais com recurso a um adaptador de controlo integrada no cabo (normalmente carros).
  • Carga 3: Carregamento normal nas tomadas Mennekes com um carregador normal do veículo;
  • Carga 4: Carregamento rápido, utilizando um carregador que altera as características da corrente fornecida ao veículo (passando de corrente alternada para contínua).

Quais os tempos de carga?

  • Posto de carregamento normal (PCN) (3,7 kWh): cerca de 6-8 horas para 100% da capacidade
  • Posto de carregamento ‘semi-rápido’ (22kWh): 1* hora para 80% da capacidade
  • Posto de carregamento rápido (PCR): 20-30* minutos para 80% da capacidade

*Valores de referência. A duração do carregamento do VE está dependente das características do carregador on-board do mesmo.

Como vai ser calculado o valor a pagar?

Neste momento, apenas os Postos de Carregamento Rápido são pagos, apesar de ter sido anunciado dia 3 de junho de 2019 pelo Secretário de Estado José Mendes, que, ainda este ano, todos os postos da rede deveriam passar a pagos.
O valor a pagar pelos utilizadores incorpora 3 componentes principais: a utilização do posto, valor definido pelo Operador do Posto de Carregamento (OPC), o valor da energia, valor definido pelo Comercializador de Mobilidade Elétrica (CEME) e as taxas e taxinhas. Para uma explicação rápida e precisa pode ver o vídeo da UVE que explica como vão ser efetuados os pagamentos nos PCR.

A quem pago a utilização dos postos?

Ao Comercializador de Mobilidade Elétrica (CEME). A fatura emitida por esta empresa incluirá o valor da energia, o valor de utilização do posto (OPC) e todas as taxas. Será semelhante à fatura de energia elétrica que já recebe em casa.

Preciso de um novo cartão?

Sim. Os velhos cartões da Mobi.e vão passar a poder ser usados apenas nos PCN e os novos cartões dos CEME vão poder ser utilizados em todos os postos.

Vou ter de usar vários cartões diferentes?

Não, cada cartão vai poder ser utilizado em todos os postos da rede Mobi.E, independentemente do operador. O cartão apenas define quanto vai pagar e a quem.

A quem peço um novo cartão?

Ao Comercializador de Mobilidade Elétrica (CEME) que escolher. Os CEME já publicaram os tarifários nos respetivos sites: EDP, Galp Eletric, Prio.E e eVAZ Energy. Estes sites incluem informação sobre como pedir os cartões.

Como saber os custos de operação dos postos?

A utilização dos postos não será paga no local, mas sim incluída na fatura do CEME. No entanto, é possível saber quanto vai custar a parcela da fatura associada a cada posto. Há postos que cobram em função da energia consumida e outros que cobram em função do tempo de utilização.

Quanto vai custar o carregamento?

Estudo comparativo dos tarifários dos quatro Comercializadores de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica (CEME). Este comparativo refere-se a um carregamento rápido de 30 minutos, efetuado num PCR, para um consumo médio de 15 kWh/100 km de VE, utilizando uma tarifa bi-horária (fora de vazio), salvo a EDP que não disponibilizou essa informação.
*Estudo comparativo dos tarifários dos quatro Comercializadores de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica (CEME). Este comparativo refere-se a um carregamento rápido de 30 minutos, efetuado num PCR, para um consumo médio de 15 kWh/100 km de VE, utilizando uma tarifa bi-horária (fora de vazio), salvo a EDP que não disponibilizou essa informação.

Há variações de acordo com o CEME e posto utilizados. A Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos apresenta faturas exemplo, com os totais, aqui.

E descontos?

Há. Tanto a EDP como a Galp têm descontos para clientes que utilizem estes operadores como fornecedores de energia em casa.

Posso usar os carregadores rápidos da Tesla?

Apenas se tiver um Tesla. A rede de Superchargers é de utilização exclusiva dos veículos da marca. Os postos da Tesla não fazem parte da rede Mobi.E.


Sources e outros artigos que valem a pena:

www.e-konomista.pt/artigo/carregar-carros-eletricos/

www.exameinformatica.sapo.pt/mobilidade_inteligente/2018-10-25-Afinal-como-vao-ser-pagos-os-carregamentos-na-Mobi.E-

www.mobie.pt/faqs

www.uve.pt/page/pagamento-da-utilizacao-dos-postos-de-carregamento-rapido-pcr/

Explicação do custo de carregamento num posto rápido MOBI.E – que inclui o Operador, o Comercializador e as Taxas e Taxinhas