Atualmente, grande parte das marcas automóveis pensam em veículos elétricos. Este ano em Xangai, numa das maiores feiras automóveis do mundo, muitas marcas apresentaram modelos elétricos que se preparam para serem lançados no mercado, em breve.

As vendas de veículos elétricos tem vindo a crescer, assim como também a procura por baterias de lítio. Esta procura vem principalmente do mercado chinês, que apenas no primeiro quarto do ano teve um crescimento de 175%.

De momento, continuam a ser poucos os veículos que atraem consumidores e os que se encontram disponíveis ainda são caros para a maioria.

Um dos fatores principais para o elevado custo dos veículps elétricos. são as baterias. Estas representam cerca de metade do valor de um carro elétrico. Apesar do seu custo ter vindo a diminuir ao longo dos anos, ainda não são suficientemente baratas para que o custo de um carro elétrico se iguale ao de um carro a combustível.

Alguns líderes de mercado, como é o caso da Samsung e da LG, têm vindo a impulsionar a comercialização de baterias tecnológicamente mais evoluídas. No entanto, a tecnologia não tem evoluído tão depressa como esperado.

Devido a este lento progresso tecnológico, as baterias não têm tido um grande desenvolvimento. Isto não significa que os veículos elétricos tenham entrado num impasse.

A verdade é que as leis ambientais nos grandes mercados, como a China e a Europa, têm forçado as marcas automóveis a direccionarem-se mais para os carros elétricos.

Referência: https://www.bloomberg.com/opinion/articles/2019-05-13/batteries-are-still-too-expensive-for-evs-to-become-widespread